Erdogan promete assumir controle econômico efetivo se vencer eleições de junho

2018-05-17 10:22:57丨portuguese.xinhuanet.com

Ancara, 15 mai (Xinhua) -- O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, prometeu um controle mais efetivo sobre a economia, especialmente a política monetária, se vencer a eleição no próximo mês.

Falando durante uma visita oficial em Londres, o chefe de Estado turco repetiu que reduziria as taxas de juros após as importantes eleições legislativas e presidenciais de 24 de junho, que mudarão a Turquia de décadas de tradição parlamentar para um sistema presidencialista.

"Elas (as pessoas) responsabilizarão o presidente quando entrarem em dificuldades por causa das políticas monetárias", disse Erdogan em entrevista à Bloomberg Television.

Analistas estão alertando que a economia turca está superaquecendo, apesar de uma taxa de crescimento espetacular de 7,4% em 2017, mas em meio a uma inflação de dois dígitos e desemprego, combinada com uma contínua depreciação da lira turca.

A moeda turca, que perdeu mais de 13% do seu valor desde o início do ano, caiu na terça-feira para seu menor valor em relação ao dólar americano.

Erdogan admitiu durante a entrevista que os investidores podem estar "desconfortáveis" por conta de seu grande papel na elaboração da futura política, mas acrescentou que isso é mandatório.

O homem forte da Turquia sempre foi a favor das baixas taxas de juros, argumentando que esta seria a maneira de conter a inflação.

Na semana passada, ele disse em Ancara que altas taxas de juros são "a mãe e o pai do mal", alimentando a preocupação de que ele não permitiria que o Banco Central aumentasse as taxas.

A Turquia passou por tempos difíceis nos últimos anos: uma tentativa de golpe em 2016, e um controvertido referendo constitucional em 2017 que concentrou os poderes executivos nas mãos do presidente Erdogan, que governa a Turquia há 16 anos.

A guerra na vizinha Síria também teve um sério impacto na economia turca. O déficit orçamentário do país sofreu, entretanto, os efeitos da anistia fiscal e do pagamento maciço aos pensionistas idosos antes das eleições de junho.

Enquanto isso, os dois principais bancos públicos da Turquia reduziram as taxas de hipoteca nesta semana, a pedido de Erdogan para facilitar empréstimos habitacionais, uma vez que a construção é um dos pilares do crescimento econômico turco desde que Erdogan chegou ao poder em 2003.

Erdogan, que enfrenta cinco outros candidatos, atualmente lidera as pesquisas de opinião para as eleições presidenciais. Mas ele precisa alcançar um nível de apoio de 50% mais 1 para vencer a disputa no primeiro turno e evitar um segundo turno depois de 24 de junho.

Quatro partidos de oposição formaram uma aliança para desafiá-lo nas eleições parlamentares e, caso o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), partido de Erdogan, perder a maioria no Parlamento, poderá ser um sério obstáculo para o chefe de Estado.

Em 15 anos de governo, a economia sempre foi o ponto mais forte de Erdogan, que transformou a Turquia com grandes projetos habitacionais e de construção.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001371856311