FAST da China identifica 11 pulsares

2018-03-13 19:04:37丨portuguese.xinhuanet.com

Guiyang, 13 mar (Xinhua) -- O Radiotelescópio de Abertura Esférica de Quinhentos Metros da China (FAST), o maior rádiotelescópio de antena única do mundo, descobriu 11 novos pulsares até agora, anunciaram nesta terça-feira os Observatórios Astronômicos Nacionais da China (OANC).

Desde que o FAST começou as operações de teste em setembro de 2016, encontrou 51 estrelas que apresentaram características semelhantes a pulsares, e 11 delas foram confirmadas como novos pulsares pelos observatórios de outros países.

Um pulsar é uma estrela de nêutrons rotativa e altamente magnetizada, que emite dois feixes de radiação eletromagnética.

De acordo com Zhang Pei, cientista dos OANC, os pulsares com alta densidade e energia são "laboratórios celestiais" insubstituíveis e podem ser usados para substituir os satélites de navegação para localizar naves espaciais.

Localizado em uma profunda e redonda depressão calcária de formação natural na Província de Guizhou, sudoeste da China, o FAST tem uma área de recepção equivalente a cerca de 30 campos de futebol.

"O FAST possui um enorme potencial científico e pode detectar sinais sem precedentes durante as buscas de pulsares, o que nos ajudará em estudos mais profundos sobre a astrofísica e a física básica", disse Zhang.

A observação de pulsares é uma tarefa importante do FAST, pois pode ser usada para confirmar a existência de radiação gravitacional e buracos negros e ajudar a resolver muitas outras grandes questões na física.

O FAST também é responsável pela exploração de moléculas interestelares e sinais de comunicação interestelar.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001370365871