Máximo tribunal da China volta a julgar caso de ex-magnata varejista

2018-02-13 12:20:06丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 13 fev (Xinhua) -- O Supremo Tribunal Popular (STP) julgou de novo na segunda-feira o caso criminal de Zhang Wenzhong, ex-presidente da empresa varejista.

Zhang Wenzhong, ex-presidente da Wumei Holdings, controladora da cadeia de varejo chinesa Wumart Stores, foi processado em 2007 pela Procuradoria Popular Municipal de Hengshui na Província de Hebei, norte da China, por fraude, suborno e apropriação indevida.

Zhang Wenzhong foi multado e condenado a 12 anos de prisão segundo a decisão judicial final pelo Tribunal Superior Tribunal Popular de Hebei em 2009.

Zhang Wenzhong fez petição ao Superior Tribunal Popular de Hebei e ao STP. Em dezembro de 2017, o STP decidiu julgar de novo o caso.

Durante o julgamento, o advogado de Zhang Wenzhong apresentou nova prova e pediu uma testemunha para participar dos procedimentos do tribunal, e os promotores públicos interrogaram os réus.

Os dois lados também debateram se atos dos réus, incluindo Zhang Wenzhong, Zhang Weichun e Wumart Armazena, constituíram crimes.

Os réus e o representante da Wumei Holdings fizeram as declarações finais. A sentença será anunciada outro dia.

Participaram da audiência as famílias dos réus, representantes de empregados da Wumei Holdings, representantes de instituições relevantes e membros do público.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001369720901