Déficit do comércio de serviços da China aumenta em dezembro

2018-01-31 19:57:24丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 31 jan (Xinhua) -- A China continuou a registrar um déficit no comércio exterior de serviços em dezembro e o valor continuou a aumentar, mostraram os dados da Administração Estatal de Divisas divulgados quarta-feira.

A receita do comércio em serviços ficou em US$ 22,3 bilhões no mês passado, enquanto a despesa foi de US$ 43 bilhões, resultando em um déficit de US$ 20,6 bilhões.

Em novembro, o déficit foi de US$ 18,4 bilhões.

Em contraste ao comércio de mercadorias, o comércio em serviços se refere a venda e entrega de produtos intangíveis como transporte, turismo, telecomunicações, construção, publicidade, computação e contabilidade.

O Conselho de Estado (gabinete chinês) prometeu medidas para melhorar o desenvolvimento do comércio de serviços, incluindo abertura gradual dos setores de finanças, educação, cultura e tratamento médico.

No início deste mês, a China lançou um fundo de investimento de 30 bilhões de yuans (cerca de US$ 4,7 bilhões) para apoiar o desenvolvimento do comércio de serviços.

O fundo liderado pelo governo pretende facilitar a transformação de padrões do comércio exterior da China e fomentar novo ímpeto de crescimento para a economia.

A Administração Estatal de Divisas começou a emitir dados mensais sobre o comércio de serviços em janeiro de 2014 para melhorar a transparência de estatísticas da balança de pagamentos. Desde o começo de 2015, também incluiu dados mensais sobre o comércio de mercadorias em seus relatórios.

No mês passado, a China teve um superávit de US$ 52,2 bilhões em comércio de mercadorias com outras partes do mundo.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001369396221