China e países do Mekong têm grande potencial de cooperação

2018-01-12 10:17:23丨portuguese.xinhuanet.com

CAMBODIA-PHNOM PENH-LI KEQIANG-2ND LMC

(Xinhua/Zhang Duo)

Beijing, 12 jan (Xinhua) -- A China e os cinco países ao longo do Rio Mekong têm grande potencial na cooperação econômica e comercial, disse na quinta-feira o Ministério do Comércio da China.

O comércio entre China e cinco países do Mekong --Camboja, Laos, Mianmar, Tailândia e Vietnã-- registrou crescimento rápido, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Gao Feng em uma coletiva de imprensa.

"Nos primeiros 11 meses de 2017, o volume comercial entre China e os países do Mekong totalizou US$ 200,9 bilhões, 16% a mais na comparação anual, mais alto do que a taxa de crescimento geral do comércio exterior da China, indicando grande potencial."

A China está aumentando os investimentos nos países do Mekong, com um investimento direto no setor não financeiro subindo 25% na comparação anual para atingir US$ 3,2 bilhões.

A China foi a maior origem de investimentos estrangeiros para Camboja, Laos e Mianmar, e o terceiro e quarto maior para Tailândia e Vietnã em 2017.

Empresas chinesas também fizeram progressos na construção de zonas de cooperação econômica e comercial e na cooperação de infra-estrutura com os países do Mekong.

"A China é o maior parceiro comercial do Camboja e maior origem de importações, e o valor do comércio bilateral somou US$ 5,27 bilhões nos primeiros 11 meses de 2017, superando a meta anual de US$ 5 bilhões decidida previamente pelos líderes dos dois países", disse Gao.

Maior origem de investimentos estrangeiros do Camboja, os investimentos chineses totalizaram US$ 12,57 bilhões até o fim de outubro do ano passado, respondendo por mais de um terço do total do país, mostraram os dados do Conselho de Desenvolvimento do Camboja.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, participou na quarta-feira da segunda conferência de líderes da Cooperação Lancang-Mekong (CLM) realizada no Camboja, na qual aprovou um plano de ação de cinco anos (2018-2022), traçando o percurso para o desenvolvimento da CLM na próxima década.

Iniciada pela China em 2014, o quadro da CLM abrange conectividade, capacidade de produção, cooperação econômica transnacional, administração de recursos hídricos e agricultura e alívio de pobreza.

A primeira conferência de líderes da CLM foi realizada em Sanya, na Província de Hainan em março de 2016. O Rio Lancang origina-se no Planalto de Qinghai-Tibet no sudoeste da China e é chamado de Rio Mekong nos seus cursos correndo por Mianmar, Laos, Tailândia, Camboja e Vietnã antes de desembocar no mar.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001368901251