China pede cautela quanto aos assuntos relacionados com status de Jerusalém

2017-12-07 13:06:35丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 7 dez (Xinhua) -- A China assinalou na quarta-feira que o status de Jerusalém é um tema delicado e complicado e pediu que todas as partes envolvidas atuem com cautela em pró da paz e a tranquilidade no Oriente Médio.

Geng Shuang, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, respondeu assim quando lhe pediram que comentassem sobre a intenção dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como a capital do Israel.

Um alto funcionário do governo norte-americano disse esperar que o presidente do país norte-americano, Donald Trump, anuncie a decisão e ordene transferir sua embaixada para a cidade.

"Estamos continuando com muita atenção o desenvolvimento da situação e estamos preocupados em relação à possível intensificação dos conflitos regionais", disse Geng em uma coletiva de imprensa.

O porta-voz acrescentou que todas as partes envolvidas devem atuar com cautela e abster-se de abalar as bases para a solução ao assunto palestino, o que poderia causar novas confrontações regionais.

A China apoia firmemente o processo de paz no Oriente Médio e a causa justa do povo palestino para restaurar seus direitos e interesses legítimos, assinlaou o diplomata chinês.

Ele também disse que a China apoia o estabelecimento de um Estado palestino com independência e soberania plenas sobre a base das fronteiras definidas em 1967, e com Jerusalém Oriental como seu capital.

A China faz um apelo a todas as partes envolvidas a aderir-se às respectivas resoluções da Organização das Nações Unidas e comprometer-se a resolver as diferenças através de negociações, e também promover a paz e a estabilidade regionais, concluiu Geng.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001368079201