Obesidade durante a gravidez aumenta probabilidade de nascimento de bebês grandes, diz estudo

2017-11-14 16:09:44丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 13 nov (Xinhua) -- As mães que são obesas durante a gravidez são mais propensas a dar à luz um bebê atipicamente grande, um novo estudo dos EUA disse nesta segunda-feira.

As descobertas, publicadas na revista norte-americana JAMA Pediatrics, basearam-se em uma análise de mais de 2.800 mulheres grávidas, incluindo 443 mulheres obesas sem complicações de saúde, como diabetes e mais de 2300 mulheres não obesas.

As varreduras de ultrassom tomadas durante a gravidez revelaram que, para fetos de mulheres obesas, fêmur, osso da coxa e úmero ou osso do braço, eram maiores do que os fetos de mulheres não obesas a partir da 21ª semana de gravidez.

Para os fetos no grupo obeso, o comprimento médio do fêmur foi de 0,8 milímetros a mais, em comparação com o grupo não obeso, e o comprimento do úmero foi de cerca de 1,1 milímetros a mais, em comparação com o grupo não obeso.

O peso médio ao nascer foi de aproximadamente 100 gramas mais pesado no grupo obeso.

Estudos anteriores mostraram que macrossomia - tamanho grande do corpo no nascimento - aumenta não só o risco da criança ter fratura óssea durante o parto, mas também a probabilidade de que a criança terá de nascer por cesariana.

Enquanto isso, ter um bebê grande também aumenta o risco de uma mãe ter hemorragia pós-parto, ou hemorragia excessiva no nascimento.

O estudo não conseguiu determinar exatamente o porquê dos fetos de mulheres obesas serem maiores e mais pesados ​​que os fetos no grupo não obeso.

Os pesquisadores teorizaram que, como as mulheres obesas são mais propensas a ter dificuldade em usar insulina para baixar o nível de açúcar no sangue, níveis mais altos de açúcar no sangue poderiam ter promovido crescimento excessivo em seus fetos.

Os autores também apontaram que estudos anteriores indicaram que o maior risco de sobrecrescimento observado em recém-nascidos de mulheres obesas pode predispor esses bebês à obesidade e doenças cardiovasculares mais tarde na vida.

Eles pediram estudos adicionais para acompanhar as crianças nascidas de mulheres obesas para determinar quais problemas de saúde eles podem enfrentar.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001367515951