Equipe Sauber é última vítima de assalto no Grande Prêmio do Brasil (atualizado)

2017-11-14 13:15:30丨portuguese.xinhuanet.com

São Paulo, 12 nov (Xinhua) -- A equipe Sauber da Fórmula 1 tornou-se a última vítima de uma tentativa de roubo no Grande Prêmio do Brasil, levando as autoridades locais a admitir que é necessária ação para garantir a segurança pública no evento.

Uma van que transportava a equipe da Sauber foi deliberadamente atingida por outro carro enquanto um segundo veículo esperava na frente, de acordo com a engenheira de estratégia sênior da equipe suíça, Ruth Buscombe.

Ela disse que os ladrões só aceleraram quando perceberam que o veículo de Sauber não pararia.

"Nós até saímos em um momento diferente, tarde, mas eles nos seguiram ou foram alertados sobre uma van indo para aquele lado, depois do fim da presença policial perto da pista," disse Buscombe no Twitter.

O incidente de sábado à noite veio apesar das garantias dos funcionários locais de que a segurança foi reforçada em torno do circuito de Interlagos.

Na sexta-feira, os veículos que transportam membros da Mercedes, Williams e do corpo de direção da FIA também foram alvo de assaltantes armados quando deixaram o local.

O prefeito de São Paulo, João Doria, negou que os incidentes pudessem ameaçar o futuro do Grande Prêmio do Brasil.

"O assunto foi levantado pelo departamento de segurança pública do estado e pelo escritório do governador," disse Doria a jornalistas no domingo.

"Precisamos agir. Quando a ação é tomada, você ganha confiança. Infelizmente, às vezes, ocorre um incidente ruim para garantir que, no futuro, esses eventos não ocorram novamente".

As preocupações de segurança em Interlagos foram manchetes internacionais depois que o piloto da Mercedes, Luis Hamilton, que conquistou seu quarto título mundial no México no mês passado, revelou detalhes sobre a provação de sua equipe no Twitter.

Hamilton, que não estava no veículo da Mercedes parado pelos bandidos na sexta-feira, disse mais tarde: "Fiquei horrorizado ao ouvir o que aconteceu. Sou muito próximo de todos os caras que foram puxados para o lado e você não pode imaginar o que eles estavam sentindo ou passando na época".

"Deve ser um problema para todos. As pessoas no topo precisam agir para manter todos seguros. Não é bom apenas os patrões terem segurança."

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001367509141