China reduz estimativa para safra de milho, mas consumo aumenta

2017-10-12 18:15:14丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 12 out (Xinhua) -- Na quinta-feira, a China reduziu a estimativa para safra de milho em 2017/18, com 210 milhões de toneladas, 2,37 milhões menos do mês passado.

Um comitê do Ministério da Agricultura também aumentou a previsão para consumo industrial de milho, com 61,3 milhões de toneladas, 1,05 milhão a mais do mês passado, devido ao plano de governo a encorajar o uso da gasolina com bioetanol.

Anos de apoio para os agricultores de milho deixaram a China com um estoque significativo. A produção nacional de milho chegou a cerca de 220 milhões de toneladas no ano passado, enquanto o estoque somou 230 milhões de toneladas.

Para utilizar o excesso do estoque, a China disse no mês passado que ampliará o uso de gasolina com bioetanol para todo o país até 2020.

Em 2004, o país iniciou o projeto piloto de milho-a-etanol, com parte dos esforços a reduzir as emissões e avançar a energia nova. A China é o terceiro maior país produtor de bioetanol, consumindo cerca de 2,6 milhões de toneladas por ano.

De acordo com as estimativas do governo, o plano atual será favorável a alcançar um equilíbrio de oferta-demanda no mercado de milho em três a cinco anos.

Entretanto, o Ministério da Agricultura aumentou a previsão para produção de soja no ano-safra de 2017/18, com 14,94 milhões de toneladas, e com 5,35 milhões de toneladas na produção de algodão.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001366747931