China proíbe juízes do supremo de trabalharem em escritórios de advocacia depois de deixarem cargo

2017-10-12 11:15:13丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 12 out (Xinhua) -- O mais alto tribunal da China proibiu seus juízes de trabalharem em escritórios de advocacia dentro de um período de três anos depois de deixarem o cargo.

A proibição inclui os funcionários do nível de divisão ou superior, de acordo com o Supremo Tribunal Popular.

Outros funcionários devem evitar trabalhar para escritórios em um período de dois anos depois de deixarem o posto, segundo a diretriz.

O tribunal deve entrar em contato pelo menos uma vez por ano com os juízes e funcionários que tenham deixado o cargo para revisar seu status de emprego.

Qualquer pessoa que infrinja as regras deve deixar de trabalhar para a firma e será multada de acordo com o nível de seriedade da infração.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001366742051