Pesquisa revela o que chineses aprovam e desaprovam em chats

2017-09-14 20:09:52丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 14 set (Xinhua) -- Uma pesquisa recente revelou as atitudes chinesas sobre o que é e o que não é comportamento aceitável em chats de grupo na mídia social.

Na pesquisa, 36% das pessoas queixaram-se a pornografia nesses grupos, enquanto 24,6% expressaram antipatia por conversa suja. No entanto, metade disse deixar os grupos quando vê tal conteúdo; 31% denunciam aos administradores de grupo.

A pesquisa entrevistou 1.978 usuários do aplicativo de mensagens mais popular da China, WeChat, e mostrou que as pessoas em chats de grupo ficam principalmente irritadas por anúncios, informações fraudulentas e boatos, de acordo com o China Youth Daily desta quinta-feira.

A Administração de Ciberespaço da China divulgou na semana passada um regulamento, pedindo que os responsáveis de grupos online administrem seus grupos adequadamente.

O regulamento apontou que os administradores devem regular o comportamento dos membros e as informações publicadas em grupos conforme a lei, os acordos de usuários e convenções.

Sessenta por cento dos entrevistados afirmaram que um regulamento intensificado em relação ao conteúdo online obsceno, pornográfico e violento é necessário, e 44,7% assinalaram que a lei e as regras pertinentes devem ser melhoradas.

Em geral, mais de 85% disseram que apoiam uma supervisão mais forte ou fechamentos dos grupos que propagam informações ilegais.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001366099851