Temer nega acusações de corrupção

2017-09-14 10:48:36丨portuguese.xinhuanet.com

Rio de Janeiro, 12 set (Xinhua) -- O presidente do Brasil, Michel Temer, negou na terça-feira acusações de corrupção feitas contra ele pela Polícia Federal.

A Polícia Federal anunciou na segunda-feira a conclusão de uma ampla investigação contra os líderes do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o partido político do presidente.

Na investigação, a polícia encontrou evidências de uma organização criminosa na liderança do PMDB, com Temer no centro.

De acordo com a Polícia Federal, Temer comandou um grupo criminoso formado por líderes do PMDB no Congresso e no gabinete, através do qual ele obteve vantagens ilícitas sob a forma de grandes subornos.

Esta não é a primeira acusação contra Temer. Ele foi formalmente acusado de corrupção recentemente, mas a Câmara dos Deputados indeferiu as acusações. No entanto, o presidente ainda pode enfrentar vários outras acusações nos próximos meses.

Temer negou qualquer envolvimento na corrupção. Sua assessoria de imprensa divulgou uma declaração que não mencionou diretamente a Polícia Federal, mas fez alusões a "acusações sem fundamento."

"Os vilões roubam a verdade do país. Os vazamentos apresentam conclusões que transformam ações judiciais em crime: as contribuições corporativas para campanhas políticas eram perfeitamente legais e sujeitas ao controle dos tribunais eleitorais. Embora as irregularidades sejam corrigidas, não se pode criminalizar as ações protegidas por garantias constitucionais," disse a assessoria do presidente.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001366085381