Cientistas australianos fazem avanço significativo na memória quântica

2017-09-13 13:09:58丨portuguese.xinhuanet.com

Camberra, 12 set (Xinhua) -- Cientistas australianos fizeram um avanço significativo no desenvolvimento de uma internet quântica que não pode ser hackeada, o avanço foi anunciado na terça-feira.

Pesquisadores da Universidade Nacional Australiana (ANU) revelaram na terça-feira que desenvolveram um novo método para armazenar dados quânticos por tempo suficiente para compartilhar informações em torno de uma nova internet.

A equipe usou érbio, um elemento raro que tem propriedades quânticas únicas, em um cristal para aumentar o tempo de armazenamento da memória quântica em um fator de 10.000 em relação aos esforços anteriores.

Matthew Sellars, pesquisador principal do estudo, disse que foi um passo importante no desenvolvimento de uma internet quântica viável.

"O esforço para construir um computador quântico é muitas vezes descrito como a corrida espacial do século 21," disse Sellars em um comunicado de imprensa da ANU, na terça-feira.

"Nosso trabalho nos permitirá construir uma rede global para conectar computadores quânticos".

"Nós mostramos que um cristal de érbio é o material perfeito para formar os blocos de construção de uma internet quântica que desbloqueará todo o potencial dos futuros computadores quânticos.

"Tivemos essa ideia há 10 anos, mas muitos dos nossos colegas nos disseram que uma ideia tão simples não poderia funcionar. Ao ver esse resultado, é ótimo saber que nossa abordagem era certa."

Os pesquisadores disseram que a memória quântica ofereceu a oportunidade de compartilhar informações quânticas através de comunicações de longo alcance e ultra-seguras.

"No momento, os pesquisadores estão usando memórias que não funcionam no comprimento da onda correto, e precisam empregar um processo de conversão complicado para o comprimento de onda das comunicações," disse Rose Ahlefeldt, da Faculdade de Engenharia e Físicas da ANU.

"Isso pode ser ineficiente, e significa que eles têm que fazer três coisas muito difíceis ao invés de apenas uma."

O trabalho foi publicado na Nature Physics.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001366061111