China regula sociedades da Cruz Vermelha para promover transparência

2017-09-12 12:29:32丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 12 set (Xinhua) -- A China lançou novos regulamentos para promover a transparência das suas sociedades da Cruz Vermelha, exigindo que as organizações de caridade publiquem regularmente o uso das doações.

As sociedades da Cruz Vermelha devem solicitar aos departamentos dos assuntos civis de mesmo nível a permissão para coleta de dinheiro, de acordo com uma circular publicada pelo Ministério dos Assuntos Civis (MAC) e a Sociedade da Cruz Vermelha da China (SCVC).

A filantropia online pelas sociedades da Cruz Vermelha deve ser lançada por sites de caridade escolhidos pelo MAC, segundo o documento.

As sociedades da Cruz Vermelha são obrigadas a submeter relatórios anuais sobre as doações e seu uso aos departamentos dos assuntos civis e divulgar essas informações para escrutínio público, acrescentou o documento.

As sociedades da Cruz Vermelha da China têm lutado com uma crise após uma série de escândalos de apropriação indevida nos últimos anos ter colocado grande pressão sobre a credibilidade do setor.

O caso mais famoso envolveu uma mulher jovem chamada Guo Meimei, que dizia trabalhar para uma organização sob a Cruz Vermelha da China e exibia um modo de vida luxuoso no seu microblog.

Apesar de se descobrir que Guo nunca trabalhou para a Cruz Vermelha, o incidente incitou preocupações da apropriação indevida dos fundos de caridade e resultou em pedidos de escrutínio mais rigoroso.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001366031141