China se opõe às sanções unilaterais do Japão

2017-08-25 19:35:04丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 25 ago (Xinhua) -- A China se opõe a quaisquer sanções unilaterais impostas por qualquer país fora do escopo do Conselho de Segurança das Nações Unidas, disse na sexta-feira a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying.

Hua disse em uma coletiva de imprensa diária que a China se opõe especialmente às sanções contra entidades e cidadãos chineses.

O gabinete do Japão aprovou na sexta-feira a imposição de novas sanções unilaterais sobre um número de empresas e indivíduos da China, Namíbia e República Popular Democrática da Coreia (RPDC) a fim de pressionar mais Pyongyang em relação ao seu programa nuclear e balístico.

A China está implementando integralmente as resoluções do Conselho de Segurança relacionadas à RPDC, disse Hua.

"Nos opomos às sanções unilaterais impostas por qualquer país fora da estrutura do Conselho de Segurança, e neste caso nos opomos às sanções contra entidades e indivíduos chineses", disse Hua.

A China está insatisfeita e se opõe fortemente às decisões do Japão, disse ela, exigindo que o Japão não siga os passos de alguns países.

O que o lado japonês fez já prejudicou severamente os interesses da China e trouxe enormes obstáculos políticos às relações sino-japonesas, disse a porta-voz.

"Se o Japão continuar atuando arbitrariamente, ele deve pagar as consequências", afirmou Hua.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001365554221