Quatro invenções modernas da China: Ferrovia de alta velocidade da China estende-se a várias regiões do mundo

2017-08-11 15:57:25丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 11 ago (Xinhua) -- Nas últimas quatro décadas, a China tem sido conhecida como a "fábrica do mundo", e o país registrou crescimento econômico significativo impulsionado pela mão de obra barata e produtos nacionais vendidos a todo o mundo.

Porém, os que acreditam que a China continua sendo a fábrica do mundo e "roubando" empregos precisam pensar mais. Nos últimos cinco anos, o ritmo de inovação dela acelerou de forma notável. A criatividade do país mais uma vez está liderando o mundo.

A ferrovia de alta velocidade é uma das inovações chinesas.

Lin Jinlong, estudante cambojano que atualmente estuda na China, não pode esquecer a experiência de viajar de trem-bala da capital chinesa até a cidade costeira de Tianjin, fazendo mais de 100 quilômetros em apenas meia hora.

Segundo Lin, no Camboja, onde há apenas duas linhas ferroviárias, a mesma viagem demoraria até três horas.

Em poucos anos, a China construiu uma das mais extensas redes de ferrovia de alta velocidade (FAV) no mundo e inclusive fornece produtos de ponta a países desenvolvidos.

Apesar de ser recém-chegada após a Europa e o Japão, a China possui vários recordes em FAV. Tem a mais extensa rede, com 22 mil quilômetros até o fim de 2016, ou 60% do total mundial. A linha entre Beijing e Guangzhou, é a mais longa no mundo, com 2 mil quilômetros.

Em 2014, a China concluiu a construção da primeira linha ferroviária de alta velocidade na Turquia. Em junho de 2015, assinou com a Rússia um acordo para pesquisa pré-construção da FAV de 770 quilômetros entre Moscou e Kazan.

Em outubro de 2015, firmou com a Indonésia um acordo de joint-venture sobre a construção de uma linha de FAV entre Jacarta e Bandung. A construção dos 150 quilômetros começou em janeiro de 2016. O projeto reduzirá em dois terços o tempo de viagem e é quase todo chinês, incluindo os padrões técnicos, pesquisa e projeto, construção, manufatura de equipamento e treinamento de pessoal.

Alguns dos projetos de FAV no estrangeiro estão sendo construídos no âmbito da Iniciativa do Cinturão e Rota, proposta pela China em 2013 e bem-recebida por vários países, que acreditam que a construção de FAV em cooperação com a China pode promover o desenvolvimento econômico deles.

"Como diz um provérbio chinês, 'construir ruas é o primeiro passo para sair da pobreza', e o Camboja obterá crescimento econômico mais rápido quando introduzir o trem-bala chinês", afirmou Lin Jinlong.

"O que Lin disse indica que jovens dos países dos países ao longo do Cinturão e Rota esperam levar os avanços tecnológicos a seus próprios países", disse Wu Hao, diretor executivo do Instituto de Pesquisa sobre Cinturão e Rota.

A FAV da China está se desenvolvendo rapidamente por causa de baixo custo, entrega rápida e confiabilidade. Segundo um documento divulgado pelo Banco Mundial. O custo de construção por unidade é de 87 milhões de yuans, o que é no máximo dois terços dos custos em outros países.

Além de FAV, trens-bala fabricados na China que fazem até 350 quilômetros por hora na operação comercial também entraram com sucesso no mercado internacional. Diversos países, incluindo Indonésia, Rússia e a Índia, já compraram trens-bala chineses.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001365184141