Legisladores brasileiros adiam votação-chave sobre caso de corrupção de Temer

2017-07-17 16:55:22丨portuguese.xinhuanet.com

Brasília, 15 jul (Xinhua) -- A Câmara dos Deputados do Brasil adiou na sexta-feira uma votação-chave sobre o apoio ao presidente Michel Temer.

Um mínimo de 51 deputados foram obrigados a participar da audiência de um relatório de comissão que recomenda a retirada das acusações de corrupção contra Temer.

Os legisladores deveriam votar para aceitar ou rejeitar suas investigações, com o último caminho para o Supremo Tribunal Federal (STF) prosseguir as alegações de corrupção.

Apenas 19 deputados apareceram e o relatório não foi lido devido à falta de quórum.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que o relatório será debatido em uma sessão plenária da Câmara dos Deputados em 2 de agosto, durante a qual pelo menos dois terços do corpo, ou 342 dos 513 deputados, devem votar a favor de uma medida para que continue em pauta.

O relatório, redigido pela Comissão da Câmara sobre Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), foi aprovado com 41 a 24 votos na quinta-feira, logo após a revogação de um relatório anterior de "indícios sérios" de corrupção.

No que diz respeito ao relatório original, Temer enfrentou julgamento, o governo substituiu os membros da comissão que estavam dispostos a votar contra ele, no que parecia ser um movimento legal.

Temer foi acusado de solicitar subornos do setor privado em troca de benefícios estatais, como empréstimos e contratos governamentais.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001364503141