Trump critica pesquisa que mostra sua baixa recorde de aprovação

2017-07-17 16:55:21丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 16 jul (Xinhua) -- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou uma nova pesquisa no domingo que indica que ele tem o menor índice de aprovação em 70 anos do que qualquer um de seus antecessores nos seis primeiros meses de governo.

A pesquisa da ABC News/Washington Post, divulgada no domingo, mostrou que apenas 36% dos americanos aprovam o desempenho de Trump no governo, marcando uma queda de seis pontos, que era de 42% em abril, enquanto o índice de desaprovação aumentou cinco pontos desde então, chegando a 58%.

"A pesquisa da ABC/Washington Post, apesar de que quase 40% de aprovação não ser tão ruim neste momento, é a pesquisa mais imprecisa próxima de uma eleição", tuitou Trump para se defender.

A pesquisa disse que a aprovação de Trump é mais baixa do que qualquer um de seus predecessores durante os seis primeiros meses na presidência dos EUA. Além disso, também mostrou que 48% dos entrevistados veem a liderança dos EUA no mundo mais fraca desde o início do governo de Trump, com apenas 27% acreditando que ela esteja mais forte. Dois terços disseram que não confiam em Trump para representar os EUA e negociar com outros líderes mundiais.

Apenas 38% dos entrevistados disseram que acham que Trump está fazendo progressos significativos em direção a seus objetivos, enquanto 55% pensam o contrário.

Os resultados da pesquisa também foram divulgados à luz de uma agenda republicana paralisada e revelando fatos sobre a interferência da Rússia nas eleições americanas de 2016.

Metade dos entrevistados disse que eles preferem o sistema de saúde existente, com apenas 24% favorecendo uma legislação liderada pelos republicanos, uma reforma polêmica que foi suspensa no Senado devido à oposição do próprio partido republicano.

A comunidade de inteligência dos EUA alega que a Rússia interferiu na corrida presidencial dos EUA no ano passado e existiram conexões entre o governo russo e a campanha de Trump, fato que o Kremlin negou.

A pesquisa da ABC-Post revela que cerca de 60% dos americanos disseram acreditar que a Rússia tentou se intrometer na eleição presidencial de 2016, enquanto cerca de 44% pensam que Trump se beneficiou desse fato.

Além disso, cerca de 4 em cada 10 americanos acreditam que o comitê de campanha de Trump ajudou intencionalmente os esforços russos para influenciar as eleições.

Quando questionado sobre uma reunião de 2016 que Donald Trump Jr., o filho mais velho de Trump, teve com um advogado russo na esperança de entregar materiais supostamente úteis para a campanha de seu pai, 63% consideraram a reunião como inapropriada.

A pesquisa foi realizada entre 10 de julho e 13 de julho, teve uma amostra aleatória de mais de 1.000 adultos questionados por telefone, e conta com uma margem de erro de 3,5 pontos.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001364502371