China: Reunião Japão-Nova Zelândia sobre Mar do Sul da China é inapropriada

2017-05-19 12:47:24丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 19 mai (Xinhua) -- A China disse na quinta-feira que a reunião dos primeiros-ministros do Japão e da Nova Zelândia em relação ao Mar do Sul da China foi "inapropriada".

Um comunicado de imprensa conjunto emitido pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e seu homólogo neozelandês, Bill English, pediu que as partes solucionem suas distâncias territoriais no Mar do Sul da China com base na sentença de 2016 de um tribunal arbitral internacional, de acordo com a agência de notícias Kyoto do Japão.

"Com esforços conjuntos das partes envolvidas, incluindo a China, a situação no Mar do Sul da China tem se estabilizado e melhorado", assinalou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying.

O Japão usou esta situação para criar problemas, avivar tensões inexistentes e desviar a atenção para o chamado tribunal arbitral, quando as partes envolvidas já viraram a página, disse Hua em uma coletiva de imprensa regualr.

"Temos que perguntar com o que o Japão se preocupa realmente. Preocupa-se com a estabilidade do Mar do Sul da China ou teme que se desenvolvam as relações China-Filipinas e China-ASEAN enquanto a situação se estabiliza?", expressou Hua.

A porta-voz disse que o Japão deve focar-se em construir confiança entre os países regionais e promover a paz e a estabilidade.

Hua também pediu que o Japão torne o compromisso em melhorar as relações com a China em políticas e ações concretas.

"Esperamos que os países que estão fora da região compreendam corretamente a situação, lidem com a questão do Mar do Sul da China de maneira objetiva e racional, não permitam que outros países se aproveitem deles e contribuam à paz e estabilidade regionais", disse Hua.

Durante o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, realizado em Beijing em 14 e 15 de maio, os líderes de Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Fiilipinas e Vietnã expressaram sua disposição a melhorar a cooperação com a China e manter a paz e estabilidade regionais, de acordo com a porta-voz.

Funcionários da China e da ASEAN se reunirão na quinta e sexta-feira em Guiyang, capital da Província de Guizhou, no sudoeste da China, para discutir a implementação da Declaração sobre a Conduta das Partes no Mar do Sul da China.

De mesmo modo, a China e as Filipinas terão na sexta-feira em Guiyang a primeira reunião do mecanismo de consulta bilateral sobre o assunto do Mar do Sul da China, explicou Hua.

"Ambas as partes esperam superar suas diferenças mediante o diálogo, impulsionar a cooperação marítima e continuar criando as condições para resolver as disputas", acrescentou a porta-voz.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001362978171