Capital chinês espera entrar em frigoríficos brasileiros de carne bovina

2017-04-21 14:21:37丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 21 abr (Xinhua) -- Companhias da China, a maior importadora de carne bovina do Brasil, estão dispostas a investir em frigoríficos do Brasil.

Em março, após a Carne Fraca, as exportações brasileiras de carne bovina caíram 8% em volume e 3% em valor, a 124,9 mil toneladas e US$ 489 milhões. A China continuou a maior compradora.

O consumo chinês de carne bovina vem crescendo nos últimos anos. Em 2016 foi de 8,55 milhões de toneladas e em 2020 será de 9,03 milhões, dos quais 20% serão importados, ante os atuais 15%. Os números são de uma pesquisa holandesa.

Segundo a imprensa brasileira, a China, por estar consumindo mais carne de boi, espera oportunidades de investimento em frigoríficos brasileiros, depois de já comprar alguns na Argentina e no Uruguai.

No entanto, os que estão à venda são pequenos e por isso não atenderiam a demanda chinesa. Gigantes como Marfrig e Minerva não planejam ceder o controle delas. Segundo uma fonte com conhecimento no setor, "se a China desejar comprar participações minoritárias, várias companhias gostariam de sentar para conversar".

010020071380000000000000011100001362260831