Guangzhou restringe compra de imóveis

2017-03-20 13:38:51丨portuguese.xinhuanet.com

Guangzhou, 20 mar (Xinhua) -- A cidade de Guangzhou, no sul da China, aumentou a restrição de compra de imóveis para desaquecer o mercado imobiliário.

As famílias com permissão de residência local podem comprar duas moradias como antes, e no mesmo tempo, adultos solteiros (incluindo solteiros divorciados) podem comprar apenas uma, segundo um comunicado publicado pelo governo da cidade.

As famílias não residenciais poderão comparar uma habitação, se elas fornecerem registros de impostos sobre rendimento pessoal ou de previdência social de pelo menos de 5 anos em Guangzhou. Anteriormente, a condição era de três anos.

A cidade elevou também a taxa de adiantamentos mínimos em algumas circunstâncias, no entanto, não para os novos compradores. Aqueles, que não têm casas em Guangzhou mas com registro de empréstimos habitacionais, têm que pagar mais.

Os distritos de Conghua e Zengcheng estão isentos da nova política.

As restrições às compras foram também introduzidas na cidade de Shijiazhuang, capital da Província de Hebei, no norte. Desde sábado, não residentes precisam oferecer registros de imposto de renda dos últimos 12 meses e de pagamentos de previdência social dos últimos dois anos. Não locais com pelo menos uma moradia não podem comprar outra.

Diversas cidades, incluindo Beijing, Qingdao e Nanjing, introduziram restrições parecidas.

010020071380000000000000011100001361424811