Arqueólogos descobrem crânio humano de 400.000 anos no centro de Portugal

2017-03-14 15:27:31丨portuguese.xinhuanet.com

Lisboa, 13 mar (Xinhua) -- Uma equipe internacional de arqueólogos descobriu o fóssil humano mais antigo encontrado em Portugal, um crânio com cerca de 400 mil anos, informou a agência de notícias Lusa nesta segunda-feira.

Os arqueólogos liderados por João Zilhão, de nacionalidade portuguesa, encontraram o crânio numa caverna da Aroeira, em Torres Novas, no centro do país, e apresentaram as suas descobertas na segunda-feira em um estudo publicado na edição desta semana do boletim da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

"É o mais antigo fóssil humano encontrado em território português e um dos mais antigos da Europa", disse João Zilhão.

Um fóssil humano nunca foi encontrado a partir do período Pleistoceno (Idade do Gelo), que cobriu o período de 2,5 milhões de anos até 11.500 anos atrás, em uma parte ocidental da Europa.

O arqueólogo indicou que a importância deste fóssil se deve ao fato de que é muito antigo e torna-se padrão de referência para a interpretação de outros fósseis mais completos, mas não tão antigos.

Escavações na caverna onde este crânio foi encontrado continuarão, uma vez que os arqueólogos esperam encontrar outros restos do esqueleto deste indivíduo ou mesmo partes do crânio que estava desaparecido.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001361277091